Siga-nos  
                                                                            Cidadão SP    /governosp


Em Campos do Jordão, Secretário de Agricultura visita unidade do Instituto de Pesca que desenvolve pesquisas com trutas

Com o termômetro marcando -4° graus em Campos do Jordão, a quinta-feira, dia 22, começou com o secretário de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, Itamar Borges, e o secretário executivo, Francisco Matturro, conhecendo os projetos e pesquisas da Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento do Centro de Pesquisa de Aquicultura, do Instituto de Pesca, vinculado à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios, da Secretaria de Agricultura.

Criada em 1964 para promover o desenvolvimento da truticultura nas regiões serranas do Sudeste brasileiro, a Unidade de Pesquisa de Campos do Jordão se mantém na vanguarda, ao desenvolver projetos de pesquisa na área de biotecnologia, que permitiu resultado inédito que viabilizou a produção de salmão do Atlântico Norte em águas brasileiras, por meio de processo de aceleração da reprodução do peixe.

Anualmente, a unidade de pesquisa transfere ovos de truta para 50 produtores, aproximadamente, atendendo 10% da demanda nacional por ovos. Mais de um milhão de ovos são disponibilizados por ano, que são usados para melhorar a qualidade de 210 toneladas de truta produzidas no Brasil.


Durante a visita, o secretário de Agricultura observou as atividades dos tanques de cultivo das trutas amarela e azul, o Centro de treinamento em truticultura, o tanque desarenador, o tanque de matrizes reprodutivas e o Laboratório de manejo reprodutivo e incubação, onde foi demonstrado o manejo e desova das trutas.

O coordenador da Apta, Sérgio Tutui, sua esposa, Simone Paron; a chefe da unidade, Neusa Takahashi, e a ex-pesquisadora responsável pela unidade, que trabalhou por 43 anos no local, Yara Tabata, recepcionaram o secretário Itamar Borges.

Na unidade, o pós-doutorando, Arno Butzge, falou da sua pesquisa para desenvolvimento de linhagens de truta com resistência a maiores temperaturas, pensando em sustentabilidade e nas mudanças climáticas, e o doutor Túlio Yoshinaga, falou do projeto em que desenvolve sobre reprodução de truta para preservação de espécies em risco de extinção.

Também estiveram presentes: a diretora do IP, Cristiane Neiva; a pesquisadora visitante, Daniele Dias; o pesquisador científico, Gianmarco Silva; o chefe operacional da Unidade, Luís Roberto da Silva; o auxiliar operacional, Antônio Donizete; a técnica de apoio, Rosana; e o representante do vereador de Campos do Jordão, Gustavo Maximino, o assessor Francisco Granato.

Informações
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11) 5067-0069


Secretaria de Agricultura e Abastecimento de SP e Esalq/USP assinam protocolo de intenções para o desenvolvimento do agro paulista